Brasil fica em 1º lugar na Ibero-americana Interuniversitária de Matemática

Com duas medalhas de ouro e duas de prata, a equipe brasileira selecionada pela Olimpíada Brasileira de Matemática (OBM) ficou em 1º lugar na 11ª Competição Iberoamericana Interuniversitária de Matemática (CIIM), em Guanajuato, no México, de 19 a 24 de setembro. A representação da OBM consolidou, pelo segundo ano consecutivo, a primeira posição na classificação geral por equipes.

Os ouros foram conquistados por Andrey Jhen Shan Chen, de Campinas (SP), e André Yuji Hisatsuga, de São Paulo (SP). Thiago Landim de Souza Leão, de Recife (PE), e Rafael Filipe dos Santos, do Rio de Janeiro (RJ), receberam as medalhas de prata. A equipe foi liderada por Krerley Oliveira, de Maceió (AL).

Além deles, os estudantes que representaram o Instituto Militar de Engenharia (IME), liderados pelo professor Nelson Borges, do Rio de Janeiro (RJ), conseguiram quatro medalhas de bronze, garantindo o quinto lugar entre as equipes participantes.

Neste ano, a competição reuniu 51 estudantes universitários divididos em 22 equipes que representaram a Argentina, o Brasil, a Colômbia, a Costa Rica, o Equador, a Guatemala e o México.

Organizada desde 2009, a CIIM é voltada a estudantes de graduação que dominam conceitos básicos de teoria dos números, geometria, combinatória, cálculo e álgebra. O objetivo é incentivar o estudo da Matemática e a excelência acadêmica para melhorar a capacidade científica e contribuir com o desenvolvimento social, cultural e econômico dos países participantes.

Veja também  Equipe que representará o Brasil na OIM 2019 é anunciada

A equipe brasileira que participou da 11ª Competição Ibero-americana Interuniversitária de Matemática (CIIM) recebeu apoio financeiro externo para ajudar a cobrir os custos da viagem ao México.

 

Foto: Reprodução/IMPA

Fonte: IMPA

Compartilhe: