Projeto propõe a criação de assistente virtual para gestantes atendidas no SUS

O projeto “Assistente virtual para gestantes: acompanhamento da atividade física”, apoiado pelo Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI), foi uma das 15 propostas selecionadas para o Programa de Pesquisa para o SUS: Gestão Compartilhada em Saúde (PPSUS). O projeto foi aprovado na área de “Pesquisa aplicada de campo com fins tecnológicos”.

O CeMEAI é um Centro de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPID) apoiado pela FAPESP e sediado no Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da Universidade de São Paulo (USP).

chamada do PPSUS foi lançada em 2018 pela FAPESP, em parceria com a Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, o Ministério da Saúde e o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

O objetivo é apoiar pesquisas que promovam o desenvolvimento científico, tecnológico ou de inovação da área da saúde, visando ao fortalecimento do Sistema Único de Saúde (SUS) em São Paulo.

A chamada contempla três grandes eixos e linhas temáticas: Redução da mortalidade por doenças e agravos prioritários no Estado de São Paulo; Gestão de Sistemas de Saúde e Tecnologia e Inovação no SUS.

O projeto contemplado do CeMEAI é coordenado pela professora Gleici da Silva Castro Perdoná, da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da USP.

Veja também  No Paraná, Tecpar fornece medicamentos para tratamento de câncer e vacinas ao SUS

O trabalho visa desenvolver um assistente virtual, em língua portuguesa, com exemplos de funcionalidades de gestão da saúde para monitoramento da atividade física de gestantes atendidas pelo SUS na cidade de Ribeirão Preto (SP).

Em entrevista para a Assessoria de Comunicação do CeMEAI, Perdoná explicou que os métodos serão desenvolvidos em duas etapas: “Elas incluem a construção de instrumento indireto (questionário) para quantificar a atividade física e a construção do assistente virtual para o monitoramento e a validação do instrumento do tipo acelerômetro”.

Mais informações em: https://bit.ly/2Nj0kc3.

 

Foto: Pixabay

Fonte: Agência FAPESP

Compartilhe: