Observatório do CGEE produz um dos bancos de dados sobre CubeSats mais completos do mundo

O Observatório de Tecnologias Espaciais (OTE) do Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE) acaba de disponibilizar um dos bancos de dados sobre CubeSats mais completos do mundo, sendo o único no Brasil sobre o tema. A iniciativa foi publicada no artigo Towards the Thousandth CubeSat: A Statistical Overview, que aparece na mais recente edição do International Journal of Aerospace Engineering (Jornal Internacional de Engenharia Aeroespacial).

O banco de dados reúne informações a respeito dos pequenos satélites como: objetivos das missões, contratantes, tecnologias acopladas e órbitas. De acordo com o levantamento, hoje a maior utilização desse produto é no sensoriamento remoto da Terra, com ampla aplicabilidade no setor espacial, como, por exemplo, em telecomunicações e defesa.

De acordo com dados apresentados no artigo, o OTE havia previsto que, ainda em 2018, o milésimo CubeSatseria lançado, feito concretizado em dezembro. Com o aumento progressivo de sua utilização, em 2021 a expectativa é que cerca de mil CubeSats sejam lançados anualmente.

O observatório acompanha o desenvolvimento de tecnologias com potencial para serem utilizadas na área espacial, além de proporcionar informações e dados estatísticos sobre essas inovações. Em 2019, os estudos do OTE serão focados na  propulsão elétrica para esses pequenos satélites.

Veja também  Aplicativo calcula em segundos as necessidades nutricionais da lavoura de soja

CubeSats

Os CubeSats são uma alternativa confiável de baixo custo para o desenvolvimento de satélites. Idealizado para ser empregado no âmbito acadêmico, esse pequeno satélite, com apenas 10 cm de aresta, teve sua utilização difundida sobretudo para a área comercial, que corresponde, atualmente, a 57% da demanda.

A diminuição de custos de produção está relacionada ao intenso desenvolvimento tecnológico em microeletrônicos nos últimos anos e à dispensabilidade de grandes equipes para a execução dos projetos. Hoje, o país que mais realiza lançamento de CubeSats é os Estados Unidos, seguido pela China e pela Rússia.

Para conferir o artigo na íntegra, acesse este link https://www.hindawi.com/journals/ijae/2019/5063145/.

 

Foto: European Space Agency

Fonte: CGEE

Compartilhe: